quarta-feira, 9 de setembro de 2015

Tataravó, tetravó ou trisavó?

Hoje os britânicos comemoram que a rainha Isabel II (ou Elizabeth, para os íntimos) completa 63 anos e 217 dias de reinado, superando o recorde da rainha Vitória, que reinou de 1837 a 1901, período conhecido como Era Vitoriana. 

Mas enquanto a monarquia britânica retoma cada vez mais seu prestígio, nossa imprensa derrapa, pois além das acusações de parcialidade, partidarismo, manipulação, golpismo e coisas que tais, soma-se o pecado de não conhecer direito o vocabulário da própria língua.

Toda a imprensa tupiniquim noticia que a rainha Isabel II "quebrou o recorde de sua TATARAVÓ Vitória".

Isto é um erro dos mais grosseiros!

A rainha Vitória foi TRISAVÓ de Isabel II. Vejamos a linha genealógica:
  • Vitória foi mãe de Eduardo VII;
  • Eduardo VII foi pai de Jorge V;
  • Jorge V foi pai de Jorge VI;
  • Jorge VI foi pai de... Isabel (Elizabeth) II.

Se Vitória foi mãe do bisavô de Isabel II, logo foi sua TRISAVÓ. Claro como o sol.

Para completar: TATARAVÓ é forma popular, que devemos evitar nos textos escritos e formais; a forma adequada e indicada é TETRAVÓ, feminino de TETRAVÔ.

A tetravó de Isabel II foi a princesa Vitória de Saxe-Coburgo-Saalfeld, esposa do príncipe Eduardo, que era filho do rei Jorge III e irmão dos reis Jorge IV e Guilherme IV.

Além de não ter vergonha do mal que faz ao país, parte de nossa imprensa ainda precisa aprender a consultar dicionários e enciclopédias.

2 comentários:

  1. Olá,

    Com relação ao parentesco entre as duas rainhas eu também concordo com você ( trisavó/trineta ) mas o fato é que tataravó/tataraneta é o registro popular. Fico me perguntando se no caso de tetravó/tetraneta o popular repetirá tataravó/tataraneta, uma vez que, entendo, poucos empregarão o termo tetra.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. De fato, as formas "tataravô(ó)" e "tataraneto(a)" são populares, equivalentes a "tetravô(ó)" e "tetraneto(a)", respectivamente. Mas acho que devem permanecer na fala popular, não devendo ser usadas em textos mais formais, mesmo que jornalísticos. Os termos têm seu uso restrito aos respectivos contextos. Grato pela leitura e comentário. Um abraço!

      Excluir